Pesquisa revela que jovens são os que mais se envolvem em acidentes

Por Unificado • 22 de dezembro de 2016

O estudo promovido pela Liberty Seguros concluiu que, jovens entre 18 e 25 anos são os motoristas responsáveis pela maior parte dos acidentes durante a madrugada. Para chegar ao resultado, 153.673 sinistros foram avaliados em todo o pais no período de agosto de 2015 a julho de 2016.

A gravidades dos acidentes

O levantamento indicou o tipo de indenização recebida pelos clientes, considerando o total de sinistros abertos relacionados a acidentes no período, 91,3% resultaram em indenização parcial e 8,7% em indenização integral. 29 % dos acidentes que ocorrerão durante a madrugada forram classificados como indenização integral e, comparativamente aos outros períodos, este é horário que concentra os acidentes mais graves. No período da manhã os acidentes classificados como indenização integral representam 8%, à tarde, 7% e à noite, 10%.

Análise por faixa etária

Dos 10.967 acidentes avaliados, jovens de 18 a 25 anos estão envolvidos. Nesta faixa etária, 37% dos acidentes que aconteceram durante a madrugada foram registrados como indenização integral. Casos envolvendo jovens de 18 a 25 anos estão 8% acima da média geral de acidentes. Ainda nesta faixa etária, a maioria dos acidentes (33%) aconteceu no período da tarde, seguidos pela noite (31%), manhã (25%) e madrugada (11%). Do total de acidentes envolvendo jovens, 16% resultaram em indenização integral.

O levantamento também mostra que os motoristas de 26 a 35 anos se envolveram em 23.310 acidentes (14,6% do total), sendo que a maior parte dos acidentes (35%) aconteceu no período da tarde. Motoristas com mais de 55 anos são os que menos se envolvem em acidentes que resultam em indenização integral. Apenas 9% das ocorrências com esses clientes são consideradas graves.

Acidentes por região

O estudo da Liberty Seguros traz uma análise das ocorrências em cada região do Brasil. 153.673 casos, 59.853 (39%) aconteceram no Sul, sendo que 8% resultaram em indenização integral. No Sudeste, foram 57.332 (37%), com 10% de indenizações totais. Na região Norte, dos 3.445 casos registrados, 9% resultaram em indenizações totais. No Nordeste do País foram registrados 20.234 casos (13%), com 8% de indenizações totais. Já no Centro-Oeste, dos 12.809 (8% do total geral) sinistros abertos, sendo que 8% resultaram em indenização total.

Fonte: CQCS – 21-Dez-2016.

Comments are closed.

 

« | Home | »