Representantes de seguradoras alertam governo sobre aumento de furtos e roubos de veículos no Paraná

Por Unificado • 1 de dezembro de 2016

As seguradoras registraram aumento no número de furto e roubo de veículo em todo o Estado no primeiro semestre de 2016 alcançando média aproximada de 100 automóveis indenizados por dia.

Também foi registrado aumento de roubos de carga nas rodovias que cortam o Paraná. As indenizações nesta modalidade de seguros, que totalizaram R$ 28 milhões em 2015, aumentaram para R$ 40 milhões em 2016, somente até setembro.

Preocupados com a evolução destes índices, representantes do Sindicato das Seguradoras do Paraná e de Mato Grosso do Sul (Sindseg – PR/MS) estiveram esta semana na Secretaria de Segurança Pública do Paraná (SESP/PR) conversando com diretor-geral da pasta, delegado Francisco da Costa.

De acordo com o diretor executivo do sindicato, Ramiro Dias, as seguradoras reconhecem o esforço Governo do Estado no enfrentamento da criminalidade mas cobram ações efetivas, como a regulamentação da Lei do Desmonte no Estado, realização de forças-tarefa e o estabelecimento de parcerias para integrar sistemas e informações.

“A impressão que temos é a de que os efetivos das polícias Militar e Civil estão aquém das necessidades, não acompanharam o crescimento populacional e o aumento da frota circulante. Também nos resta a impressão de que há necessidade de operações integradas entre secretarias do governo e correlatas das prefeituras municipais para combater e eliminar os desmanches ilegais, fiscalizar a procedência de peças em estabelecimentos receptadores de mercadorias, além de policiamento ostensivo aliado ao setor de inteligência da secretaria de segurança”.

O diretor-geral da Sesp, Francisco da Costa, afirmou que um projeto de lei regulamentando a Lei do Desmonte já está em vias de ser apresentado na Assembleia Legislativa. “Nós constituímos uma comissão que estudou a lei nacional, verificou o que foi feito de certo e de errado nos estados que já regulamentaram, fizemos ajustes e redigimos um projeto de lei regulamentando a Lei 12.977/14 no Paraná, que já está pronto para ser encaminhado ao legislativo”, disse Costa.

Com relação ao crescimento do número de furtos e roubos de veículos no estado, o diretor da SESP/PR reconheceu que há muito o que ser feito. Segundo ele, “até hoje as câmeras de radares da capital, bem como as imagens de câmeras das concessionárias de pedágio, ainda não estão integradas ao sistema de segurança pública, mas isso deve acontecer em breve”.

Além dos representantes do Sindseg – PR/MS e da SESP/PR, participaram da reunião o gerente da Federação Nacional de Seguros Gerais (Fenseg), Joel Gomes, o assessor da Fenseg, Adhemar Fujii e o coordenador do DPVAT no Sincor-PR, Luiz Antônio Abib.

Após a reunião, os visitantes foram convidados para conhecer o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) – legado da Copa do Mundo de 2014 – onde é feito o acompanhamento de imagens de câmeras espalhadas por pontos estratégicos do estado e também o monitoramento de presos com tornozeleira eletrônica. Eles também foram convidados a retornar à SESP/PR para avaliar o projeto que regulamenta a Lei 12.977/14, antes do encaminhamento ao legislativo.

Fonte: Seguros em Foco – 17-Nov-2016

Comments are closed.

 

« | Home | »